Terça-feira, 29 de Novembro de 2016

Mas qual é a deles? #1

De andarem a pôr frango fumado, ou lá que raio é aquilo, nas pizzas? Não sabe a frango, meus senhores! É uma valente porcaria e fica-se a chorar o dinheiro que se gastou com expetativas goradas!!! É mais um alimento "plástico" que vou evitar, com certeza. Já não se fazem pizzas como antes...


publicado por Cris às 19:48
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sábado, 26 de Novembro de 2016

Visitando os monumentos de Braga: as Urgências do Hospital de Braga

Pois é, hoje decidi que estava em falta a visita a este monunento. Bom, a decisão não foi bem minha, mais uma obrigação. A senhora minha mãe caiu hoje de manhã e bateu com as costas e só me disse à hora do almoço, porque estava a tremer muito e eu perguntei-lhe se estava com frio e lá me contou que lhe doíam as costas porque tinha caído (raio da mulher que tenta sempre esconder-me tudo!). Ora, quem já me conhece do outro blog sabe das lutas que eu travo com a minha mãe para que ela vá ao médico. Hoje não foi exceção. Lá tive que usar chantagem psicológica para a convencer a ir ver se tinha algo de grave. Desta vez disse-lhe que se ela tivesse algo e eu não fizesse nada poder-me-iam acusar de negligência. Convenci-a. E lá fomos nós em excursão. Fomos muito bem atendidas, diga-se. Também ajudou o facto das urgências estarem relativamente calmas. E em apenas duas horas estava o assunto resolvido: felizmente não tinha nada partido e é "apenas" uma nódoa negra e dores para uns dias. É claro que eu experimentei a máquina de bebidas quentes  lá do sítio e é claro que ela me ficou com o dinheiro e eu sem bebida!


publicado por Cris às 19:35
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Novembro de 2016

«Labirinto Ou Não Foi Nada»

Talvez houvesse uma flor
aberta na tua mão.
Podia ter sido amor,
e foi apenas traição.

É tão negro o labirinto
que vai dar à tua rua ...
Ai de mim, que nem pressinto
a cor dos ombros da Lua!

Talvez houvesse a passagem
de uma estrela no teu rosto.
Era quase uma viagem:
foi apenas um desgosto.

É tão negro o labirinto
que vai dar à tua rua...
Só o fantasma do instinto
na cinza do céu flutua.

Tens agora a mão fechada;
no rosto, nenhum fulgor.
Não foi nada, não foi nada:
podia ter sido amor.

David Mourão-Ferreira, in "À Guitarra e à Viola"

Música: Francisco Viana


publicado por Cris às 08:00
link do post | comentar | favorito (1)
|
Domingo, 20 de Novembro de 2016

«Um poema que irás odiar»

Deixa estar que lavo,

Deixa estar que eu faço.

(deixa estar)

Que eu vivo para te roubar os dias.

 

Deixa estar que eu conto,

Deixa estar que eu mudo.

(deixa estar)

Que serei eu a tua vítima de honra.

 

Deixa estar que eu tento,

Deixa estar que consigo

Que as lágrimas te sejam amargas.

 

Deixa estar que chego ao fim,

Deixa estar que sofro,

Deixa estar que escrevo (todos os dias)

Um poema que irás odiar.

 

in Diálogo de Vultos, Fernando Ribeiro, edições quasi


publicado por Cris às 09:04
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Novembro de 2016

Não fui eu que escrevi isto!

«Deita-te nua de ti

No mármore frio do meu corpo.

Teus olhos fechados sobre o eclipse dos meus.

 

Seca os teus lábios

Nas feridas dos meus

E deixa-te estar quieta:

Até estas palavras passarem,

Até às sombras se calarem

E o nosso amor silenciar de vez

Este diálogo de vultos.»

 

 

in Diálogo de Vultos, Fernando Ribeiro


publicado por Cris às 21:21
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.a ler

.livros à venda

https://olx.pt/ads/user/DolO/

.pesquisar

 

.posts recentes

. A moedinha

. Gosto ou Necessidade?

. O perigo dos diminutivos ...

. Os odiosos

. Naufrágio

. Pecados de...

. E agora 2017?

. Mas qual é a deles? #1

. Visitando os monumentos d...

. «Labirinto Ou Não Foi Nad...

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

.tags

. todas as tags