Sexta-feira, 19 de Agosto de 2016

Acumulador

Compreendo, finalmente,

essa compulsão

para a aquisição

de objetos de tostões,

que, por breves momentos,

valem afagos de milhões.

 

 

Compreendo esse efêmero sentimento

que nos pares não consegues encontrar,

porque não sabem, não querem ou não podem dar.

(ou não sabes, não queres e não podes dar)

 

 

Mas essa receita não vou seguir.

Desculpa, se te vou desiludir,

mas há dores que vale a pena sentir.

 

 


publicado por Cris às 12:39
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De golimix a 24 de Agosto de 2016 às 08:39
Olha que não achei tão pseudo!


De Cris a 24 de Agosto de 2016 às 09:59
Não? Que bom!


De José da Xã a 29 de Agosto de 2016 às 22:57
Dizia Camões: Amor é fogo que arde sem se ver.

No Porto há um poeta que disse: Não se ama alguém que não ouve a mesma canção.

Teorias quase opostas para dizer o mesmo.
Se sentes dor é porque... existes, tens sentimentos.
Gostei do poema!


De Cris a 31 de Agosto de 2016 às 19:07
Já duas pessoas gostaram do poema! Tenho futuro!


De Kok a 28 de Outubro de 2016 às 16:34
Os breves momentos são efémeros,
são como velas acesas ao vento,
não merecem o esforço nem a dor,
nem um pingo de sentimento.

Podia somente dizer que gostei do teu poema, mas como achei que era pouco...

Beijozzz


De Cris a 29 de Outubro de 2016 às 21:44

Nada como responder a um poema com outro.
Beijonhos


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 7 seguidores

.a ler

.livros à venda

https://olx.pt/ads/user/DolO/

.pesquisar

 

.posts recentes

. A moedinha

. Gosto ou Necessidade?

. O perigo dos diminutivos ...

. Os odiosos

. Naufrágio

. Pecados de...

. E agora 2017?

. Mas qual é a deles? #1

. Visitando os monumentos d...

. «Labirinto Ou Não Foi Nad...

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

.tags

. todas as tags