Sábado, 11 de Junho de 2016

Silêncios que mordem

Fico em silêncio após palavras azedas. Sou muito boa a ficar em silêncio, não sou? Mas são silêncios que mordem ora o coração, ora a consciência, ora a alma. As palavras não são proferidas, mas ficam a rodopiar em imagens do que foi, do que não foi e do que poderia ter sido. Fico sempre à espera do que poderia ter sido, com a certeza, porém, de que é apenas um sonho, algo inalcançável. "Está tudo na tua cabeça", disseram-me. E eu não consigo sair dela...


publicado por Cris às 19:25
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 7 seguidores

.a ler

.livros à venda

https://olx.pt/ads/user/DolO/

.pesquisar

 

.posts recentes

. Silêncios que mordem

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

.tags

. todas as tags