Sábado, 25 de Março de 2017

Os odiosos

«Há pessoas que vêm a este mundo para serem amadas. Outras para amarem.

Muitas, para passarem despercebidas, maltratadas, ignoradas, na presença de um amor sempre ausente.

Umas sentem a felicidade, outras vivem na tristeza; umas sentem prazer pela vida, outras desprezam essa dádiva e partem.

Não há indiferentes, inertes e indolores.

Mas há os que cá vieram para serem odiados. Por serem maus ou simplesmente por ignorarem os sentimentos alheios, como se fossem o que de mais importante emergiu à superfície da terra. Para gerarem o caos e nos deitarem por terra. Tu és um desses. E nada fará mudar a tua natureza. E não há justiça terrena capaz de te fazer pagar pelos fios rasgados nas entranhas de quem anulaste. As palavras que me jogaste com incertezas, magoam-me com uma profundidade certeira, que me atingiu por volta do coração. Nunca voltarei atrás. Se estou viva, é porque ainda não morri. O que sinto por ti é simplesmente ódio. Não o nego. Que tenhas uma vida tão má como aquela que me deste, isto se houver algum laivo de justiça neste mundo.»

 

in Voltas?, Teresa Klut, arca das letras editora, 2006, pp.46-47


publicado por Cris às 08:21
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 7 seguidores

.a ler

.livros à venda

https://olx.pt/ads/user/DolO/

.pesquisar

 

.posts recentes

. Os odiosos

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

.tags

. todas as tags