Segunda-feira, 24 de Junho de 2019

Os CTT no seu pior!

Ainda o ano vai a meio e já fiz mais reclamações para os CTT por correio que desaparece, quer seja normal, quer seja registado, do que nos quinze anos anteriores juntos. Não é admissível que uma empresa tenha tão mau desempenho num serviço essencial para a população em geral e para as empresas.

Estou furiosa!

 


publicado por Cris às 18:16
link do post | comentar | favorito
Domingo, 16 de Junho de 2019

Trabalhar por conta própria

Foi um rol de coisas que acabou por me levar a trabalhar por conta própria. Por um lado estava desempregada e cansada de frequentar formações que, na verdade, pouco acrescentam ao currículo académico. Por outro lado, a idade avança e há cada vez menos oportunidades no mundo do trabalho se tens mais de 30. Se tens mais de 40, pior ainda. E, fator decisivo, de repente, não pelas razões mais felizes, cairam-me no colo resmas e resmas de livros a acrescentar às resmas que já tinha. Et voilà! - os ingredientes estavam todos à disposição.

Um espaço físico estava fora de questão, já que queria o mínimo de despesas fixas possíveis. Assim sendo, e porque o mercado também tende nessa direção, as vendas são essencialmente online. Uma das desvantagens é nunca saber o que se ganha ao fim do mês, pelo que a gestão do dinheiro é mesmo apertadinha e não há lugar para extravagâncias. Outra coisa negativa, na minha perspetiva, é ficar muito tempo em casa e não conviver muito com pessoas. Em contrapartida, o horário é flexível: podemos ir à consulta do médico sem ter que "faltar" ao trabalho, acudir a um familiar ou a um amigo, sair para tomar um café, etc.; e o nível de stress é menor.

Por agora este é o caminho que percorro. Não sei se vai durar muito ou pouco. Não interessa. Vivo o presente.


publicado por Cris às 15:09
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 5 de Junho de 2019

Coisas que acontecem a esta livreira de trazer por casa I

Isto de vender livros usados não é fácil. E online, mais complicado é. Ou é porque acham caro o que já está uma pechincha, ou é porque acham o valor dos portes caros, ou ainda porque o livro tem que estar imaculado (livros usados não têm que estar imaculados, minha gente, têm que ter história e estórias), ou porque não leem as descrições e perguntam o que já lá está explicado; ou, finalmente, quando já se decidiram a comprar e o envio foi efetuado e há uma pequena demora a chegar,  começarem logo a achar que foram vigarizados e não serem comedidos em demonstrá-lo.

Pequena pausa para exercícios de respiração.

Primeiro, os livros usados estão cada vez mais uma pechincha. A concorrência é grande e uma pessoa precisa de comer. Contudo, as pessoas não imaginam o trabalho que temos para colocar um anúncio bonitinho, com bastantes fotos, o tempo que gastamos a comunicar com os clientes, a gestão dos pagamentos e envios, o artesanato que envolve os embrulhos, etc. Gostava que fossem mais justos.

Segundo, os portes são aquilo que são. Há uma tabela estipulada pelos ctt (ou outros) e não podemos fugir a ela.

Terceiro, embora seja bastante subjetivo o estado de um livro para duas pessoas, tento descrever o melhor que sei o mesmo. Normalmente até sou mais exigente do que o cliente, que fica todo contente quando recebe a preciosidade.

Quarto, por favor leiam as descrições! Dão trabalho a fazer e, supostamente, são para facilitar o do comprador.

Quinto, e último, é compreensível que haja alguma desconfiança em comprar coisas a um estranho. Mas não se podem, no entanto, esquecer que, assim que é efetuado o envio, há uma terceira parte que mete a colher no assunto. A desconfiança devia ser, no mínimo, repartida, principalmente quando respondemos logo ao comprador a confirmar que, por vezes, há atrasos. Os ctt não são infalíveis, estão, aliás, cada vez mais longe disso. Portanto, ameaças de queixas nas autoridades ou outras, não será a melhor forma de lidar com o assunto e de ganhar a empatia do vendedor (que compreende, mas também tem um limite).

Pronto, este desabafo está no fim. Falarei de outras peripécias numa outra altura

 


publicado por Cris às 20:48
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.a ler

.livros à venda

O Parque Livrássico

.pesquisar

 

.posts recentes

. Ainda os CTT, candidatos ...

. Os CTT no seu pior!

. Trabalhar por conta própr...

. Coisas que acontecem a es...

. Alguns títulos de livros ...

. A moedinha

. Gosto ou Necessidade?

. O perigo dos diminutivos ...

. Os odiosos

. Naufrágio

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Março 2018

. Junho 2017

. Maio 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

.tags

. todas as tags